terça-feira, 13 de julho de 2010

Reportagem da Revista de Sustentabilidade sobre ocupação de bondes

Upcycling de bondes cria escritórios retrôs em Londres e Lisboa

Hoje pela manhã, no blog português LX Sustentável, me deparei com uma criativa, divertida e inteligente forma de reaproveitamento de espaços.

Trata-se no reaproveitamento do espaço interno de bondes e ônibus como espaços de trabalho baratos para estilistas, companhias de teatro, produtores de vídeo, organizadores de eventos, arquitetos e afins.
O conceito surgiu com o Village Underground (VU), de Londres, que além do espaço de trabalho disponibiliza uma programação cultural variada, com grande rotatividade de artistas.
bonde azul.jpgA idéia começou há 5 anos, quando Auro Foxcroft procurava um espaço para desenhar mobiliário e a portuguesa Mariana Duarte Silva a importou para Lisboa.
Com tantos cidades providas de linhas de trens desativadas no Brasil e tantos vagões abandonados nesses locais (conhecem o interior de São Paulo???) essa idéia seria uma forma barata, criativa e divertida de criar escritórios por todo o país, (quem sabe) reduzir um pouco a pressão sobre os edifícios dos centros urbanos, reduzir o valor dos aluguéis e ainda contribuir com momentos criativos de nossos artistas, que com certeza teriam muita inspiração num escritório retrô. 

3 comentários:

  1. Olá, Angela !

    Boa noite ! Muito interessante este post falando do aproveitamento de bondes desativados para fins culturais. Em algumas cidades do RS, a que eu conheço, é Canoas, transformaram as antigas estações ferroviárias em Casas de Cultura. Inclusive em Canoas realizam saraus poéticos e mantém escolas de dança e música, além de exposição de artes plásticas. Pelo que me consta têm o subsídio da Prefeitura daquela cidade para funcionar. Julgo ótimas ideias utilizarem os espaços, quaisquer que forem, para o incentivo e realização das artes em geral. Parabéns pela tua iniciativa e um abraço a vocês, Angela, Zilka e Glaucia. Do amigo e parceiro em poesias ilustradas nos blogs pelas aquarelas e telas. - Ialmar Pio

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ialmar!

    Agradeço pelo post, você está sempre por dentro das atividades culturais. Essa reportagem é da Revista Sustentabilidade e eu trancrevi para o blog assim como aparece no site.

    ResponderExcluir
  3. Olá Ângela,

    Obrigada por partilhar informação do LX Sustentável.

    O Lx sustentável é um espaço aberto à participação de todos aqueles que queiram contribuir com as suas ideias e sugestões para tornar Lisboa cada vez mais sustentável.

    Ficamos felizes por estar a contribuir para a sua divulgação e partilha de opiniões.

    Deixamos as nossa felicitações pelo seu blog, pois tem conteúdo muito interessante.

    Acompanhe-nos também nas redes sociais:
    - Twitter: http://twitter.com/lxsustentavel
    - Facebook: http://www.facebook.com/lxsustentavel

    Equipa LX Sustentável
    http://lxsustentavel.com/

    ResponderExcluir