quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Clave Incorporações - Reportagem sobre o Atelier do Bonde

A Clave Incorporações, atenta aos movimentos culturais da Zona Sul, publicou a reportagem ao lado sobre o Atelier do Bonde. O Atelier agradece aos editores pela oportunidade de divulgar o trabalho dos artistas e parceiros culturais do Bonde!

CULTURA
ARTE NO BONDE

A Zona Sul é lugar de muitos prazeres. Além dos gastronômicos, da vida ao ar livre e do contato com a natureza, não faltam atividades culturais para preencher os momentos de lazer. Inaugurado em maio deste ano, o Atelier do Bonde, localizado na Avenida Otto Niemeyer, número 1173, é mais uma opção para os que gostam de artes e artesanato. A casa é uma iniciativa das artistas Kika e Ângela Ponsi, mãe e filha. A peculiaridade do local, e motivo do nome, é um antigo bonde do transporte público de Porto Alegre estacionado no pátio da casa que virou espaço expositivo.

A história do bonde é curiosa. Depois de deixar os trilhos, virou bar. Quando deixou de ser bar passou a ser sede de igreja, num terreno no Lami, extremo Sul do município. Quando a igreja precisou ampliar as instalações - os 39 metros quadrados do bonde, 13 de comprimento por três de largura, não davam mais conta dos fiéis - foi posto à venda. Foi aí que Ângela colocou o olho na peça rara. "Sempre gostei de trabalhar com sucata, com materiais de demolição. Quando descobri o bonde à venda, dei um jeito de comprá-lo". Para vir do Lami até a Tristeza, foi preciso uma escolta da EPTC. Mas, chegou e foi assim que virou atelier.

"A Zona Sul tem muitos artistas e cada um mantém o seu espaço individual, com as despesas mensais, segurança, aluguel. Então pensamos: por que não unirmos vários artistas em um lugar só?", coloca Ângela. Com a aquisição do bonde, a ideia saiu do papel. Hoje, o atelier conta com cursos regulares de pintura a óleo, artesanato e escultura em gesso. No próximo ano terão início as atividades infantis, com aulas de arte e acompanhamento pedagógico.

Aberto para novas atividades, o espaço quer contribuir para a cultura local, promovendo a aproximação da comunidade à manifestações artísticas. Além de exposições, o bonde já abrigou brechós, show de mágica, sarau musical, ensaios fotográficos, oficinas de poesia e quer promover muito mais. "Estamos abertos para qualquer projeto, queremos integrar e interagir com o público e com os artistas", convida Ângela.

Acesse o conteúdo da reportagem no site da empresa Clave: http://www.clave.com.br/detalhes.php?id=183