quarta-feira, 27 de novembro de 2013

A Defensoria Pública e a defesa do meio ambiente por Jacqueline Custódio

Foto do Centro Cultural da Zona Sul
em implantação por Jacqueline Custódio
O meio ambiente pode ter um forte aliado nos próximos meses: a Defensoria Pública. Dando seguimento a um movimento que pretende qualificar o judiciário e facilitar aos cidadãos uma atuação em defesa dos direitos difusos, no próximo dia 03 de dezembro, às 14h, no prédio da Defensoria, na Rua Sete de Setembro Nº 666, 6º andar, Centro Histórico, será realizado um encontro com o Defensor Público-Geral. A ideia é constituir um núcleo capaz de prestar orientação jurídica, judicial e extrajudicial, de forma a facilitar a defesa das demandas destinadas à tutela coletiva, atinentes aos direitos de natureza difusa, especialmente ligados ao meio ambiente.
Um grande passo, nesse sentido, já foi dado. O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, em atenção à iniciativa de ambientalistas gaúchos, num certo pioneirismo, instituiu Câmara e Varas especializadas na área ambiental que vêm operando com o desempenho desejado, considerando terem sido implantadas em tempo recente. Na prática, há maior agilidade nos processos que envolvam matérias referentes ao meio ambiente, no sentido amplo do termo: meio ambiente natural e cultural.
Com uma seção especializada no assunto, dentro da Defensoria Pública, fica mais fácil para as organizações ambientalistas ou cidadãos, de forma individual, travarem suas batalhas na proteção de bens coletivos, que diariamente sofrem todos os tipos de agressão. É sabido que os processos demandam gastos, muitas vezes impeditivos, e que, com os inúmeros recursos admitidos, há uma complexidade jurídica que necessita um aparato de defesa bem estruturado, e respeitado como é a Defensoria Pública do Estado.
A possibilidade de contar com esse sistema especializado é um alento a todos aqueles que vêm lutando em causas que, hoje, são bem conhecidas dos porto-alegrenses. A luta pela preservação das Casas da Rua Luciana de Abreu, pela implantação do Parque Gasômetro, o questionamento sobre possíveis irregularidades nos projetos relacionados à Orla do Guaíba teriam um suporte jurídico mais facilitado e acessível. É uma concepção inovadora e transformadora, que vem para empoderar a cidadania.
O fato é que precisamos de toda ajuda possível. As lutas que estão sendo travadas são muito desiguais. Enfrentamos o poder político e econômico cotidianamente. Mas, apesar da precariedade de armas, seguimos fazendo. Mesmo que não se ganhe muita coisa, não nos entregamos facilmente. Estamos construindo uma consciência coletiva e uma nova forma de nos relacionarmos com o planeta. Por isso, a entrada da Defensoria Pública nessa luta é fundamental. Você está convidado a participar: dia 3 de dezembro é uma boa data para isso!

Fonte: http://meubairropoa.com/opiniao/jacqueline-custodio/a-defensoria-publica-e-a-defesa-do-meio-ambiente/
 é formada em medicina e em artes plásticas pela UFRGS, mas agora, advogada, apostando no "escritório do bairro" Gonsales & Custódio. Exercitando escrita, cidadania e boas amizades, tem um blog chamado "Chega de demolir Porto Alegre", que denuncia os atentados contra o patrimônio afetivo da cidade e a devastação das construtoras na memória urbana. Em luta pela implantação Centro Cultural Zona Sul, mantém uma FanPage com essa ideia, além de participar em movimentos que tenham como objetivo a preservação do meio ambiente e patrimônio cultural de nossa cidade.

Coleta Natalina Solidária

A Escola Amigo de Educação Infantil e o Atelier do Bonde estão colaborando com a Festa de Natal das crianças da  Escola do Tio Zé e da comunidade Santa Tereza, coletando doações de brinquedos (novos) e alimentos para a festinha. Pedimos sua ajuda para enchermos de alegria o Natal dessas crianças.
As caixas de coleta com a lista de doações estão distribuídas na recepção da Escola Amigo e no Atelier do Bonde.
Alguns condomínios da Zona Sul estão montando seus próprio pontos de coleta nos prédios. Entre em contato com a Angela no Atelier do Bonde pelo telefone 98088777 e peça sua caixa de coleta decorada confeccionada no ateliê e torne-se mais
um colaborador dessa ação solidária.


Agradecemos sua ajuda!



Festa de Natal da Escola Amigo no Bonde

No dia 14 de dezembro acontecerá a Festa de Natal da Escola de Educação Infantil Amigo no Atelier do Bonde, a partir das 10h, para os professores, a coordenação, os alunos e seus familiares. Na programação, está previsto a visita do Papai Noel, entrega de lembrancinhas personalizadas, figurino para as crianças, decoração do local, locação de brinquedos infláveis e cadeiras. Cada família deverá levar um prato doce ou salgado para ser compartilhado entre todos.

domingo, 24 de novembro de 2013

Encontro de Comunicação Não Violenta no Bonde

No dia 30 de novembro (próximo sábado), às 14h, acontecerá no Atelier do Bonde, encontro de Comunicação Não Violenta (CNV), cujo fundamento propõe incentivar as relações de parceria e de cooperação como forma de promover a comunicação eficaz e a empatia. Técnica muito usada em áreas que envolvem a mediação e definição de conflitos, foi aplicada pelo seu criador , Marshall Rosenberg, nos programas da paz em Ruanda, Nigéria, Malásia, Sri Lanka e outros, tendo como origem a filosofia da não-violência (ahimsa) de Mohandas Gandhi. O encontro é aberto ao público  em geral, interessado em desenvolver relacionamentos saudáveis e interagir nas esferas intra e interpessoal e desenvolver maior compreensão da esfera sistêmica.

 A CNV é um processo poderoso para inspirar conexões e ações compassivas. Ela oferece uma estrutura básica e um conjunto de habilidades para abordar os problemas humanos, desde relacionamentos mais íntimos até conflitos políticos globais. A CNV pode nos ajudar a evitar conflitos, bem como a resolvê-los pacificamente. A CNV ajuda a nos concentrarmos nos sentimentos e necessidades que todos temos, em vez de pensarmos e falarmos segundo rótulos desumanizadores ou outros padrões habituais – que são facilmente ouvidos como exigências e como antagônicos, e que contribuem para a violência contra nós mesmos, os outros e o mundo à nossa volta. A CNV capacita as pessoas a se envolverem num diálogo criativo, de modo que elaborem suas próprias soluções plenamente satisfatórias.

ROSEMBERG, Marshall B. Comunicação Não-Violenta: técnicas para aprimorar relacionamentos pessoais e profissionais. São Paulo: Ágora, 2006.

O quê: Encontro de Comunicação Não Violenta
Quando: 30/11/13
Horário: 14h
Onde: Atelier do Bonde, na Av. Otto Niemeyer, 1173 – Bairro Tristeza

sábado, 9 de novembro de 2013

Workshop de Serigrafia Alternativa II

Fotos da Oficina de Serigrafia Artesanal II com Itapa Rodrigues no Atelier do Bonde em 09 de novembro de 2013, produzido pela Calafia.









Veja mais fotos em: https://picasaweb.google.com/106324414299974109837/OficinaDeSerigrafiaArtesanalII

Workshop de Serigrafia Alternativa I

Fotos da Oficina de Serigrafia Artesanal com Itapa Rodrigues no Espaço Cultural da Loja Pick Up em 06 de julho de 2013, produzido pela Calafia.







Veja mais fotos da oficina em:
https://picasaweb.google.com/106324414299974109837/OficinaDeSerigrafiaArtesanalI

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Oficina de Aleitamento Materno no Atelier do Bonde, no dia 22 de novembro, às 17h30min, com a palestrante Celina Valderez Feijó kohler. O encontro é gratuito e tem o objetivo de conscientizar as mulheres sobre a importância do aleitamento materno, informando SOBRE OS benefícios e dificuldades da prática, esclarecendo dúvidas, ajudando a vencer medos e expondo técnicas simples de amamentação.

Celina Valderez Feijo Kohler é Graduada em Enfermagem (Universidade do Vale do Rio dos Sinos), Especialista em Saúde Pública (Medicina Social/UFRGS), Mestre (EENF/UFRGS), Conselheira em Aleitamento Materno (OMS/UNICEF), multiplicadora da IUBAAM; tutora da Rede Amamenta Brasil e ENPACS, avaliadora da Iniciativa Hospital Amigo da Criança, atualmente enfermeira do Ministério da Saúde, cedida a SES/RS, coordena Saúde da Criança e Aleitamento Materno na 1ª CRS/SES/RS, atuando principalmente nos seguintes temas: aleitamento, planejamento familiar e métodos anticoncepcionais, saúde da mulher e da criança. Membro da Rede IBFAN, co-administradora da lista L-materno@ e estudiosa do Aconselhamento em Amamentação.

“Ninguém pode desejar o que não conhece”. Antes de desejar – conhecer. E como conhecer, sem estar motivado? Como motivar uma mulher a querer conhecer o maravilhoso mundo feminino, cheio de mistérios, quando muitas delas só conhecem o “lado negro” desse mundo – a dor, a frustração?  Como superar motivações negativas, que levam tantas mulheres a desistirem logo nos primeiros dias? Afinal, amamentar é fácil? É complicado? A resposta não é simples. Pode ser, pode não ser... por onde começar?


O QUÊ: Oficina sobre Aleitamento Materno com a palestrante Celina Valderez Feijó kohler. 
QUANDO: dia 22 de novembro, às 17h e 30 min
ONDE: no Atelier do Bonde, na Av. Otto Niemeyer, 1.173, no Bairro Tristeza
INSCRIÇÃO: enviar e-mail para sapecapaz@sapecapaz.com.br informando nome, telefone e área de atuação ou instituição onde trabalha ou pelo fone: (51) 92716514.
CONFRATERNIZAÇÃO: cada inscrita deverá trazer um lanche que será compartilhado com todos no intervalo na palestra. 


A foto é de Angelina Ponsi Mulinari, aos dois meses de idade, tirada em 2011 pela fotógrafa Rafaela Felix no Estudio Rafaela Felix Fotografias situado na Av. Eduardo Prado280 - Loja 107, no Bairro Ipanema. 

Site: http://www.rafaelafelixfotografias.com.br/


Angelina hoje está com dois anos e oito meses e ainda mama no peito.

sábado, 19 de outubro de 2013

Patrimônio Histórico Preservado


Manifesto HABAB - Associação Histórica, Artística e Cultural do Atelier do Bonde


Flavio Stefani em Sessão de Autógrafos no Bonde

Aconteceu no sábado, dia 03 de agosto, no Atelier do Bonde, na Otto 1.173, o Lançamento do Livro de Flávio Roberto Stefani  “Novas Andanças”, contendo uma mescla de Poemas e Trovas e sendo autografado pelo autor dentro do antigo Bonde da Carris estacionado no pátio. Flávio é natural de Porto Alegre, formado em Direito pela UFURGS em 1973, atualmente trabalhando como corretor de imóveis em sua empresa - Stefani Imóveis - também na Otto Niemeyer, 2.460. Em 1969, ingressou nos quadros da União Brasileira de Trovadores – UBT, sendo eleito Presidente da mesma, permanecendo no cargo até hoje, com intervalo de dois anos, poetando e difundindo a poesia com paixão e qualidade ímpar.

Dedicando parte do seu tempo à valorização cultural por meio da escrita, foi também produtor e apresentador de programas culturais nas rádios Porto Alegre e Educadora, estando presentemente vinculado à Rádio Comunitária Belém Velho, onde apresenta o Programa “Hora da Trova”. Criador e Coordenador, durante oito edições, do festival de música nativista “Figueira da Canção Nativa”, voltado aos novos talentos da música regional do RS. Como tradicionalista, integra os quadros do CTG Estância da Figueira, onde exerceu, por 15 anos, o cargo de Diretor Cultural, e da Estância da Poesia Crioula, colecionando uma centena e meia de troféus em Concursos de Trova e Poesia por todo o Brasil.


Explica o laureado poeta que a criação de uma trova é um trabalho sensacional e muito excitante, posto que desafia o autor a colocar a ideia toda em apenas quatro linhas de sete sílabas poéticas cada uma, com rimas alternadas.  Garante ainda que a grande confraria formada pelos trovadores utiliza a poesia como veículo para promover um mundo melhor e mais belo. Com efeito, não faltou para abrilhantar a tarde, a participação gaudéria dos músicos Chiquinho dos Santos (gaita) e André Martins (violão), abrindo os trabalhos no Bonde com a música Mercedita, de Os Serranos.


BONDE MUDANÇA - ARTE, CULTURA, EDUCAÇÃO E CIDADANIA


Diante dos acontecimentos que sacudiram o Brasil em direção à mudança, a sociedade descobriu-se protagonista do processo de moralização do país. A centelha de indignação nasceu na Internet, onde grupos de pessoas livremente interagem, trocam ideias e, de uma forma interessante e nova, expandem a consciência, quebram paradigmas e elevam o padrão mental em debates informais, descontraídos e, não raro, profundos. Redes de interação estão sendo criadas a todo o momento, e é chegada a hora de nos unirmos em prol de objetivos altruístas, humanitários e sociais. 

O Atelier do Bonde é um espaço de criação, de trocas, de vivências e do exercício do livre pensar através da arte. Buscamos expressividade e representatividade. Entendemos que juntos podemos fazer a diferença e que, como artistas, podemos criar e recriar a nossa história. Não nos basta trabalhar de forma isolada, queremos nos organizar em grupo e agirmos coletivamente pelo bem do todo e para mudar o mundo. Por que não?

Foi pensando assim, que iniciamos esse trabalho com uma peça chave no processo de mudança: a EDUCAÇÃO. Dessa forma, iniciaremos um ciclo de palestras e debates sobre aprendizagem, mudança comportamental, currículo escolar, formação educacional, capacitação técnica e artística, entre outros assuntos ligados ao tema. A ideia é promover encontros multidisciplinares, oficinas, debates, workshops, entre outros eventos culturais com profissionais de diversas áreas, educadores, psicólogos, pedagogos, artistas, escritores, estudantes, juristas, pesquisadores, membros de entidades sociais, comunidades, escolas e com a população.

Esse grupo foi criado para que possamos promover um canal de comunicação online para trocar ideias, marcar eventos fora do espaço virtual, enfim, para ousar e criar coletivamente. Gostaria de convidá-lo para integrar este espaço (online e off-line) e para caminharmos juntos rumo a novos horizontes, a novas formas de desenvolvimento pessoal e coletivo. Aqui não temos uma forma pronta, apenas a vontade de fazermos algo diferente e grandioso nos move.

Endereço do Grupo no Facebbok:

https://www.facebook.com/groups/134844773390548/

O Atelier do Bonde situa-se na Av. Otto Niemeyer, 1.173, no Bairro Tristeza, na Zona Sul de Porto Alegre

Manifesto Aprova Já

A Associação Histórica, Artística e Cultural do Atelier do Bonde apoia o Movimento Aprova Já , que visa a qualificação e moralização 
dos setores responsáveis pelo licenciamento urbano em Porto Alegre. Existem hoje milhares de projetos de arquitetura aguardando a análise dos Órgãos Públicos relacionados, mas em torno de dez revisores apenas trabalhando. Pessoas esperam para construir suas casas ou validarem o alvará comercial de seus empreendimentos e imóveis. A burocracia aumentou consideravelmente e simples residencias levam dois anos para serem aprovadas. Muito disso é devido ao baixo salário e a falta de capacitação dos funcionários, sem falar na enorme quantidade de CCs assumindo cargos técnicos sem qualquer formação na área. O Movimento propõe a elaboração de um Projeto de Lei para moralizar e qualificar o sistema, mediante a criação de critérios claros de aprovação e transparência para que o Plano Diretor e o Estatuto da Cidade sejam respeitados. Ajude com a tua assinatura e divulgue para os teus contatos. A assinatura pode ser feita na sede do Atelier do Bonde na Av. Otto Niemeyer, 1.173, no Bairro Tristeza ou via Internet no seguinte endereço:




Em 1º de outubro de 2013 lançamos a petição online de apoio ao manifesto do Movimento Aprova Já. Dezenove dias depois, utilizando somente o facebook e a mobilização de Arquitetos e Engenheiros insatisfeitos e com a vontade de mudanças que movem os idealistas como Mauro Schreiner, nosso apoiador nº 500, contamos com uma legião de seguidores que nos incentivam a lutar e aumentam nossa responsabilidade.

Tudo temos por fazer, mas temos a consciência de que nosso Movimento já cumpriu sua principal tarefa, a de provocar o debate e oportunizar aos que são a favor ou contra nossas reivindicações se posicionarem e apresentarem suas propostas.

Cidadãos como nós e os que nos apoiam, entidades da Arquitetura e Engenharia e demais segmentos da Construção Civil, o segundo em geração de empregos formais no Brasil, precisamos nos mobilizar para modificar profundamente a situação de aprovação e liberação de obras em Porto Alegre, não com medidas maquiadoras, pontuais ou emergenciais, mas com uma mudança radical, planejada e duradoura, que beneficie as categorias mas, principalmente, a sociedade civil consumidora dos serviços de Arquitetura e Engenharia.

Muito obrigado do fundo de nossos corações a todos, cada um de vocês deu sentido ao nosso engajamento e esforço mas...

A luta continua, companheiros, e não tá morto quem peleia...

Arquiteto Paulo Bettanin, autor do Manifesto Aprova Já

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Chá Literário

O Atelier do Bonde sediará, nesta quinta feira, dia 1º de agosto, das 16h às 18h, um Chá Literário, com atividades pedagógicas e debates sobre educação, para mais ou menos 50 professores, como incentivo para a Feira do Livro da Escola EMEF Vila Monte Cristo, do Bairro Vila Nova, que ocorrerá entre 24 a 31 de agosto. A organização é da Supervisora da Escola, Cristiana Paz. Esse encontro marca o início das atividades culturais e dos debates sobre cidadania em parceria com as escolas da região e demais bairros da cidade.

sábado, 20 de julho de 2013

Flavio Stefani lançará "Novas Andanças" no Atelier do Bonde



O trovador FLÁVIO STEFANI estará lançando no dia 3 de agosto vindouro, às 15h, seu décimo livro individual, já tendo participado de doze coletâneas. NOVAS ANDANÇAS apresenta aos leitores mais de uma centena de trovas, gênero preferido do autor, além de poemas e crônicas. Muitas dessas trovas foram premiadas em concursos estaduais e nacionais. Flávio Stefani é Presidente da União Brasileira de Trovadores, Seção de Porto Alegre, entidade de congrega, no Brasil, desde 1966, os poetas cultores da trova literária. Exerce o cargo desde 1971, com intervalo de dois anos, sendo também o Presidente Estadual e o Presidente do Conselho Nacional da entidade. O evento se dará no Atelier do Bonde (Otto Niemeyer, 1173) – Tristeza), de propriedade da também trovadora ZILKA PONSI.


terça-feira, 18 de junho de 2013

Viva La Revolución!

"O que REALMENTE está por trás das manifestações no Brasil?

Os protestos que vêm ocorrendo no Brasil vão além do aumento de R$ 0,20 na tarifa dos transportes públicos.

O Brasil está experimentando atualmente um colapso generalizado em sua infraestrutura. Há problemas com portos, aeroportos, transporte público, saúde e educação. O Brasil não é um país pobre e as taxas impostos são extremamente altas. Os brasileiros não veem razão para uma infraestrutura tão ruim quando há tanta riqueza tão altamente taxada. Nas capitais, as pessoas perdem até quatro horas por dia no tráfego, seja em automóveis ou no transporte público lotado que é realmente de baixíssima qualidade.

O governo brasileiro tem tomado medidas remediadoras para controlar a inflação apenas mexendo nas taxas e ainda não percebeu que o paradigma precisa compreender uma aproximação mais focada na infraestrutura. Ao mesmo tempo, o governo está reproduzindo em escala menor o que a Argentina fez há algum tempo atrás: evitando austeridade e proporcionando um aumento com base em interesses da taxa Selic, o que está levando à inflação alta e baixo crescimento.

Além do problema de infraestrutura, há vários escândalos de corrupção que permanecem sem julgamento, e os casos que estão sendo julgados tendem a terminar com a absolvição dos réus. O maior escândalo de corrupção da história do Brasil finalmente terminou com a condenação dos réus e agora o governo está tentando reverter o julgamento usando de manobras através de emendas constitucionais inacreditáveis: uma, o PEC 37, que aniquilará os poderes investigativos dos promotores do ministério público, delegando a responsabilidade da investigação inteiramente à Polícia Federal. Mais, outra proposta busca submeter as decisões da Suprema Corte Brasileira ao Congresso – uma completa violação dos três poderes.

Estas são, de fato, a revolta dos brasileiros.

Os protestos não são movimentos meramente isolados, unificados ou badernas de extrema esquerda, como parte da imprensa brasileira afirma. Não é uma rebelião adolescente. É o levante da porção mais intelectualizada da sociedade que deseja pôr fim a esses problemas brasileiros. A classe média jovem, que sempre se mostrou insatisfeita com o esquecimento político, agora “despertou” – na palavra dos manifestantes."


Texto traduzido da CNN Americana: (#naosao20centavos)

domingo, 2 de junho de 2013

Aventura Acrobática - Reportagem ZH Zona Sul


Nenhuma árvore a menos!

O Atelier do Bonde não apóia o sacrifício de árvores para as obras viárias da Copa!



Veja a lista das 14 razões contra as obras viárias para a Copa publicadas no site do Instituto dos Arquitetos do Brasil - Rio Grande do Sul (IAB-RS):






segunda-feira, 27 de maio de 2013

Street Arte no Muro do Atelier do bonde

    Street Arte, Arte Urbana ou simplesmente Graffite, foi a técnica utilizada para recuperar o muro do Atelier do Bonde.


A arte foi feita com os srays Color Gin Arte Urbana, adquiridos na loja de Tintas Katucha, na Otto. A cobertura, os efeitos e o rendimento são fantásticos, experimente!

Para quem curte arte urbana:

http://www.tintaskatucha.com.br/


domingo, 26 de maio de 2013

Workshop Circense com Mathias Teichmann

Nos dias 08 e 09 de junho, o Atelier do Bonde realizará para o mês dos namorados o 2º Bazar do Bonde e trará, como atração especial, o artista circense Mathias Tcheimann, ex integrante do Grupo Tholl. À convite do amigo e colega de treino, Alex Garga, da trupe Garganimações, Mathias fará uma demonstração de acrobacias aéreas e ministrará um workshop duplo de técnicas circenses que engloba duas oficinas no sábado, dia 08 de junho. Pela manhã, será realizada a oficina de maquiagem artística, apresentando técnicas especiais para performances e animações, que partem do estudo dos traços faciais, seguindo o contorno do rosto e formando desenhos modernos e arrojados. A segunda oficina ocorrerá à tarde com uma breve apresentação de tecido marinho na estrutura para aéreos, montada na área externa em frente ao ateliê. O método utilizado baseia-se na percepção sensorial do corpo em movimento e busca destacar a expressividade da acrobacia aérea. As inscrições podem ser realizadas pelo e-mail din_nep@hotmail.com ou pelo telefone 55 81140523.


Mathias Tcheimann reside em Santo Angelo/RS e é acrobata de solo e de aéreo, trabalhou no grupo Tholl, na cidade de Pelotas, integrando o elenco de THOLL IMAGEM E SONHO e também no CLUB MED RESORTS ITAPARICA, na Bahia, onde ministrou aulas de trapézio, lira, tecido, trapézio voador e acrobacias de solo.


O que: Workshop de Técnicas Circenses com Mathias Tcheimann
Quando: 08 de junho
Local: Atelier de Artes do Bonde - Av. Otto Niemeyer, 1.173 – Bairro Tristeza
Horário: Manhã (das 9h às 11h) - maquiagem artística
   Tarde (das 14h às 16h) - tecido marinho (iniciante e intermediário)
Investimento: Oficina individual: R$60,00
            Oficina completa: R$100,00


OBS: Parte da renda será revertida para apoiar a reforma da Escola de Circo da Trupe Garganimação, na Rua Padre Reus, onde acontece o programa social Garga Comunidade de formação circense de jovens da comunidade da Zona Sul.

quarta-feira, 22 de maio de 2013

2º Bazar do Bonde

Nos dias 08 e 09 de junho será realizada uma edição especial dupla do bazar do Bonde para o mês dos namorados.Estarão à venda diversos produtos para presentear seu amor, como telas, peças de artesanato, flores, bijuterias, semijoias e artigos de beleza e moda. Brechó e um pequeno brique também estão na programação. 

Os Bazares do Bonde são feiras solidárias, que têm como finalidade auxiliar a preservação de um bonde como patrimônio histórico da cidade, bem como destacar o comércio local e promover o desenvolvimento autossustentável dos bairros. A ideia partiu da moradora da Otto Claudia Pardal em parceria com as proprietárias do Atelier do Bonde, Zilka Ponsi e Angela Ponsi, e outras moradoras da comunidade da Zona Sul. O evento é gratuito e aberto a visitantes.

Os feirantes que quiserem participar do bazar, podem fazer a inscrição pelo e-mail angelaponsi@globo.com ou pelo telefone 9808-8777. O evento começa às 14h, na Avenida Otto Niemeyer, 1.173, na Tristeza.

domingo, 5 de maio de 2013

As Bruxas invadem a cultura de Bonde!



Eis que, vestidas a rigor, poeta e ilustradora, invadem o bonde de chapéu de bruxa na cabeça. Cabeças criativas, pois sim: uma pinta, a outra rima, e, juntas, recriam seu universo mágico no ateliê para uma legião de fãs, miúdos ou graúdos, velhos ou novinhos... E o "Bondão" ficou pequeno para tantos autógrafos.


Lisete Johnson autografou seu livro "BUUU... BRUXAS!" para mais de cem pessoas (entre adultos e crianças) junto com a bela e simpática Carla Pilla - ilustradora - neste sábado no Atelier do Bonde. Numa tarde gostosa de maio, as duas bruxinhas, de caneta em punho, brilharam e receberam o carinho dos leitores.


Conta o livro que "Na casa de toda Bruxa / sempre tem um caldeirão, / onde ela mexe e repuxa / um venenoso sopão!! Foi assim que os deliciosos quitutes, preparados pela própria Lisete e sua irmã, contaminaram os convidados com uma poção mágica chamada alegria.

Não fique triste quem não esteve presente, pois o livro está à venda nas melhores livrarias da cidade. Compre o seu, leia, divirta-se com as rimas de Lisete e mergulhe nos coloridos e fantásticos desenhos de Carla!









Na foto, Lisete Johnson (esquerda), autora do livro, com Zilka Ponsi (centro), proprietária do Atelier do Bonde, e Carlla Pila (direita), ilustradora.


domingo, 28 de abril de 2013

Sonho realizado: a 1ª Feirinha do Bonde!

Sucesso total na inauguração do Bazar do Bonde, uma feirinha de produtos - a maioria feitos artesanalmente - para o Dia das Mães. Idealizado pela moradora da Otto, Claudia Pardal, e vizinha do ateliê há mais de dez anos, o evento aconteceu numa linda e quente tarde de domingo.

Claudia reuniu amigos, familiares e membros da comunidade da Zona Sul para organizar uma feira comunitária como forma de incentivar a economia solidária e promover o desenvolvimento autossustentável do Bairro Tristeza. A preservação do bonde como parte da história da cidade é um de seus objetivos ao aliar-se à proprietária, Zilka Ponsi, e sua filha Angela.

Espaço para arte e artesanato não faltou: o grupo foi chegando e ocupando, à vontade, as áreas externas e internas do Atelier do Bonde. Alguns chegaram no dia da abertura da feira, sem conhecer o local, atraídos pela matéria do Caderno ZH Zona Sul. Sem cerimônia, as artesãs (e novas amigas) apresentaram-se rapidamente às organizadoras e seguiram montando seus estandes de venda. 

Era mesa arrastada pra cá, era cadeira arrastada prá lá, e aquela gente toda amontoada, reunida, compartilhando solidariamente o mesmo espaço. Senhoras habilidosas traziam trabalhos em crochê, tricô ou costura - fuxicos, patch work  retalhos...  Espalhados pelo pátio, pelo ateliê e pelo bonde, foram expostos móveis de demolição, peças de artesanato, um pequeno brique, produtos de beleza, moda e acessórios. Os maridos carregavam as sacolas e movimentavam os móveis, a criançada corria alegre de um lado a outro. O cachorro latia lá no fundo, querendo também participar. Uns ajudavam os outros a montar as bancas - exemplar trabalho de equipe!

Artigos reciclados foram o "top" do momento: flores de garrafa pet; bonecos de retalhos e restos de lã; artesanato de caixinhas de ovos; bijuterias feitos de sobras de botões, tecidos, miçangas e até de revistas usadas chamaram a atenção. Afinal, a moda agora é cuidar do planeta - é a economia sustentável invadindo o cotidiano da população. Lanches naturais também foram comercializados para os feirantes, que revesavam entre suas bancas e as vizinhas para compra e venda. O Bonde parecia sorrir.

Com o sol já se pondo, os expositores foram desmontando suas banquinhas, trocando endereços, telefones e e-mails... Um sentimento suave de prazer pelo trabalho cumprido com êxito e a certeza de que novas feiras irão acontecer para dar continuidade à iniciativa de Claudia e das proprietária do ateliê. A ideia é que, pelo menos, um domingo de cada mês venha a ser ocupado com a fantástica e maravilhosa Feira do Bonde!

Magnífica reportagem da Jacqueline Custódio sobre o nosso Bazar em http://chega-de-demolir-portoalegre.blogspot.com.br/2013/04/bonde-sobreivente.html





sexta-feira, 26 de abril de 2013

Reportagem do Caderno ZH Zona Sul sobre o Bazar do Atelier do Bonde no domingo.


http://wp.clicrbs.com.br/zhzonasul/2013/04/26/domingo-tem-bazar-no-bonde/?topo=13%2C1%2C1%2C%2C%2C13

Peças antigas expostas no Bazar do Bonde:








Ilustrações de Carla Pilla no Livro "BUUU... BRUXAS!!!" de Lisete Johnson

Carla Pilla
     
Carla Pilla cursou ilustração de livros infantis na Central Saint Martins College of Art and Design, em Londres. É diretora de arte do projeto de série de animação para TV Bolota & amp; Chumbrega e criadora das tiras de humor felino Filé de Gato. Ilustra a coluna de Martha Medeiros no Caderno Donna do jornal Zero Hora. Já ilustrou mais de vinte livros infantis e infanto-juvenis para editoras de Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro.